Lomoaulinha - parte 2

Desculpa a demora pra continuar com as lomoaulinhas, mas eu viajei, gente. Merecia umas férias. Sol, mar, sorrisos e fotos (que logo menos estarão num post aqui no blog). E como tem gente cobrando mais aulas, vamos continuar.. Falaremos sobre a Lomo, SuperSampler e a Horizon.

Lomo LC-A

A primeira e única, a LOMO LC-A foi quem deu o ponto de partida pra toda essa história, criada na década de 80 como parte de uma estratégia militar a pedido do General Igor Petrowitsch Kornitzky, tinha como objetivo ser de fácil uso para que todo cidadão soviético pudesse mostrar ao mundo o modo de vida socialista; em época de guerra fria a propaganda era importantíssima, teve sucesso em países como Cuba, Polônia, Checoslováquia na década de 80; resurgiu em Praga no ano de 1991 por meio de dois estudantes que viajavam sem uma câmera. Uma curiosidade é que sua linha de montagem é toda feita de mulheres apenas (agora o por que eu não sei, e como feminista linda que sou, fiquei fula da vida..). Utiliza filmes 35mm, companheira para todos os momentos com certeza é a máquina que mais carrega significado e sintetiza toda história da lomografia nos últimos anos.



SuperSampler

Multiplicar sua visão por 4, a SuperSampler não é como as outras definitivamente, extremamente leve, de baixa manutenção, não precisa de baterias, utiliza filmes 35mm, essa pequena câmera faz qualquer imagem ganhar movimento devido as suas 4 lentes dispostas horizontalmente. Puxe a corda para avançar o filme, ajuste entre duas velocidades, aperte o botão e txanraaaaaan: fez a foto!!! Os resultados são surpreendentes mas lembre-se que ela precisa de muita luz  (tipo, muita mesmooo) e por isso recomenda-se utlizar um filme ISO entre 400 e 800.



Horizon Perfekt

Em tempos de widrescreen que tal uma fotografia nos mesmos moldes?! A Horizon faz isso e com
maestria, não precisa de baterias, possui lentes de vidro e produz exposições de 58mm (o que dá
aproximadamente dois frames de um filme de 35mm), portanto se você quer imagens panorâmicas ela é sua escolha e ainda permite ajustar velocidades, abertura de maneira fácil e rápida. *o*



4 comentários:

Srta. Vita disse...

Amo as lomoaulinhas!!!
Bora lá, a dúvida não é sobre nenhuma dessas máquinas ou sobre esse post... faz referência a ao passado.

Infelizmente não achei ainda o filme de iso 400 (mas tb não procurei muito) lá na casa dos fotografos do hiper só tem de iso 200 ou 100.

Então comprei para brincar e testar... os resultados com a de olho de peixe não foram muito bons... kkkkkkkkkkkkkkkkk
mas ainda saiu uma ou outra foto.
Botei um filme de iso 200 na holga, mas ainda n revelei e tb ainda tem poses.
Qual a dica de bater as fotos na holga com o iso 200. Boto o foco no infinito, uso o flash (comprei o flash externo tb)... sem flash...

enfim!

Tem que ter um post sobre filme e condiçoes para usa-los prof!!

priscila♥ disse...

Sabia que ia ser assim mesmo, o primeiro filme é sempre o de testes. Mas com o tempo pega o jeito.

Quanto à Holga, é bom você ir testando os outros focos, pra não se acostumar e usar apenas o foco infinito. Faça umas três fotos de uma mesma coisa, com três focos diferentes. Quando revelar você vê a diferença entre eles. Tudo vai depender da distância da câmera pro 'objeto' fotografado.

Tem filmes de ISO 400 (e até de 800) nas lojas do centro da cidade. Dê uma pesquisadinha. ;D

*ANA* disse...

Seus posts são ótimos e cada vez que leio sobre as lomoaulinhas fico com vontade de comprar todas as câmeras kkkkk

priscila♥ disse...

Compraaaa!! Pelo menos uma! Fazer passeios lomográficos comigo! ♥

Postar um comentário